• 20 DE Janeiro
  • |
  • 17:24

Postos de saúde trabalham com novos equipamentos de atendimento odontológico e da clínica médica

Saúde - 05/11/2019 | 14:15

Assessoria de Comunicação

Foto: Assessoria de Comunicação

Cinco unidades do Programa ESF - Estratégia da Saúde da Família de Campos do Jordão estão trabalhando com novos equipamentos para os atendimentos odontológicos e da clínica médica. Os postos de saúde dos bairros Santa Cruz, Vila Nadir, Vila Britânia e Vila Claudia operam com mais modernidade e eficiência graças a uma emenda parlamentar no valor de R$180 mil do Deputado Samuel Moreira e no Recanto Feliz através de recurso do FNS – Fundo Nacional de Saúde na ordem de R$100 mil. Os equipamentos foram licitados, comprados e já estão em uso. Os consultórios odontológicos dos bairros Santa Cruz, Vila Nadir, Vila Britânia e Vila Claudia estão agora estruturados com amalgamadores, compressor odontológico, fotopolimerizador de resinas e mocho. Para uso clínico, estas unidades agora possuem novas câmaras de vacina adaptadas ao programa nacional de imunização, equipamentos para atendimento de urgência/emergência como aparelho de eletrocardiograma, esfignomanômetro, cilindro de gazes medicinais, Manuvacuômetro, DEA (Desfibrilador Externo Automático), laringoscópio adulto e infantil, oxímetro de pulso, mesas auxiliares e bisturi elétrico para cauterizações. As centrais de esterilização dos postos também contam agora com destiladora de água, seladora e autoclave de mesa. No Posto de saúde do Recanto Feliz, o consultório odontológico que antes possuía equipamentos obsoletos, agora passa a ser totalmente equipado com nova cadeira odontológica completa, mocho, mesa auxiliar, aparelho de ultrassom com jato de bicarbonato e compressor odontológico. Computadores, impressoras, projetor multimídia, forno de microondas, geladeira, estadiometro, nebulizador e oftalmoscópio e equipamentos para atendimento de urgência/emergência como aparelho de eletrocardiograma, oxímetro de pulso e bisturi elétrico para cauterizações são outras melhorias que o Recanto Feliz recebeu. Mais qualidade Na prática, os equipamentos odontológicos irão garantir mais qualidade nos tratamentos tendo em vista por exemplo os amalgamadores que são utilizados na restauração dos dentes e os fotopolimerizadores que são aparelhos emissores de luz, no espectro visível, voltada para a coloração azulada que ativam os compostos das resinas. Este processo de ativação é chamado de polimerização, e trata-se de uma reação química à luz do aparelho, que endurece e fixa a resina ao dente. Estes dois equipamentos são fundamentais para o sucesso das obturações. Os dentistas também receberam atenção com a compra de novos mochos, que são as cadeiras giratórias utilizadas por estes profissionais. No atendimento clínico destaque para o laringoscópio, ele serve para realizar a intubação orotraqueal do paciente, um procedimento fundamental em casos de emergência. Equipamentos de urgência e emergência Outro fator de destaque é que as Unidades Básicas de Saúde e os Postos da Estratégia da Saúde da Família estão sendo equipados com Desfibrilador Externo Automático (DEA). Já contam com este equipamento 6 das 12 unidades da cidade de Campos do Jordão. O Desfibrilador é utilizado em situação de parada cardiorrespiratória, estimulando o coração no momento em que este se encontra dificuldades de contração. O aparelho tem a capacidade de, em momento de emergência cardíaca, ser manuseado por qualquer profissional, não somente médicos, sendo um poderoso instrumento para salvar vidas. O desfibrilador é utilizado em casos de arritmia ou parada cardíaca para restabelecer os batimentos normais do coração. Além desse equipamento, as 12 unidades de saúde (exceto a da zona rural) também contam com aparelho para realização de eletrocardiograma, exame que detecta arritmias, aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, infarto do miocárdio, entre outros diagnósticos. Os postos de saúde da Vila Sodipe e Vila Santo Antônio já possuíam o Desfibrilador, totalizando as 6 unidades equipadas. Para a Secretaria Municipal de Saúde, os equipamentos trazem mais segurança, saúde e comodidade a população. “Agora, a Unidade Básica está equipada para atender casos de urgência e emergência básicos. A Unidade Básica de Saúde também recebeu outros equipamentos que irão qualificar ainda mais o atendimento prestado a população e dar melhores condições de trabalho aos nossos profissionais” afirma o secretário adjunto de saúde Dr. Márcio Yamaguchi. O sistema de saúde em Campos do Jordão A equipe do NASF – Núcleo de Apoio à Saúde da Família, que faz atendimentos periódicos em todas as unidades, conta com médicos cardiologista, pediatra, nefrologista, ortopedista, e ginecologista, além de equipe multidisciplinar composta por farmacêutico, psicóloga, fisioterapeuta e nutricionista. Atualmente estão cadastradas cerca de 41.000 pessoas nos ESFs. Os médicos realizam cerca de 4100 atendimentos por mês e entre Agentes de Saúde, Enfermeiros, Tec. de Enfermagem, Dentistas e ACSs, são realizadas cerca de 8.000 visitas domiciliares. Também fazem parte dos procedimentos nos bairros as consultas médicas, dentistas e enfermeira, coleta de exames preventivos, aferição de Pressão Arterial, verificação de dados antropométricos (medidas dos corpos), visita do médico, dentista, enfermeira, técnico enfermagem e agente de saúde, testes rápidos, coleta de exames, atividades em grupo, ações no programa Saúde na Escola, inalação, injeção, vacinas, retirada de pontos, teste de glicemia capilar, sondagens, suturas, implantação de DIU (Dispositivo Intrauterino), curativos e atividades de educação em saúde, onde são totalizados cerca de 470 mil procedimentos ao ano. Outras melhorias já estão em estudo como a instalação de 1 aparelho de Raio X e 2 ultrassons odontológicos, além de uma cadeira odontológica portátil para ações em áreas onde não possui consultório odontológico fixo, como caso das áreas rurais. As unidades de Saúde da Família contam com 1 médico clínico, 1 enfermeira, 2 técnicas de enfermagem, 1 auxiliar administrativo, 1 auxiliar de serviços gerais e de 06 a 08 agentes comunitários de saúde.