• 09 DE Abril
  • |
  • 20:48

Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda-feira (23) e se estende até o dia 22 de maio

Saúde - 20/03/2020 | 16:27

Divulgação

Foto: Divulgação

Diante da aglomeração de idosos nas unidades básicas de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde de Campos do Jordão, decidiu vacinar todos os idosos em casa.
No período da tarde, a vacinação já não será mais feita no CCI Wilma Jundi Dubieux, nem nas unidades de saúde.

A vacinação que já seria feita em casa, para os idosos com mais de 70 anos, crônicos e acamados, prosseguirá até o dia 22 de Maio, para todos os idosos. A Prefeitura recebe lotes parcelados de vacina, mas garante a vacinação a todos.
Lembrando que a campanha de vacinação é contra o vírus H1N1. A vacina não tem eficácia para a COVID-19.
Cerca de 4 mil idosos deverão ser vacinados na cidade. As unidades de saúde já contam com um mapeamento dos idosos moradores na cidade. Quem tiver dúvidas deve ligar na Unidade de Saúde, mais próxima de suas casas.
A expectativa é vacinar, em Campos do Jordão, cerca de 11 mil pessoas até o término da campanha em maio.
Grávidas em qualquer período gestacional serão atendidas e vacinadas a partir do dia 9 de maio, de acordo com a fase da campanha. Estas devem comparecer às Unidades de Saúde, no período da tarde. O atendimento pela manhã é para pacientes sintomáticos de gripe.
Todos os postos de saúde, a partir do dia 23, estarão abertos da 8h às 19h e aos sábados das 8h às 17h.
A Campanha de Vacinação neste ano acontece em 3 etapas:
• Primeira (início 23/03): destinada a pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde;
• Segunda (início 16/04): doentes crônicos, professores da rede pública e privada e profissionais de segurança e salvamento;
• Terceira e última (início 09/05 até 22/05): crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mães no pós-parto de até 45 dias, população indígena e pessoas de 55 a 59 anos.
O secretário de saúde, reforça que é importante que todos os grupos de risco sejam vacinados, no período certo.
“É importante ressaltar essa obediência às datas para cada fase, pois o município não receberá a quantidade total de vacina de uma única vez. A medida também tem fim de evitar aglomerações e manter maior controle das aplicações”, afirma o Secretário Municipal de Saúde, Márcio Stievano.
#fiqueemcasa