• 12 DE Agosto
  • |
  • 06:48

Igrejas em Campos do Jordão assumem comportamentos diferentes de funcionamento

Administração - 05/06/2020 | 19:47

Divulgação

Foto: Divulgação

Pastores, padres e outros líderes religiosos se reuniram em seus grupos e tomaram decisões quanto ao modo de funcionamento de cultos e missas, para este período de flexibilização. A orientação da Prefeitura é de que, preferencialmente, os cultos e missas sejam feitos online. Mas atendendo ao Decreto presidencial, que autoriza a abertura, criou protocolos sanitários específicos para igrejas e templos religiosos, que devem ser seguidos após assinatura do termo de adesão pelas instituições. Até o momento, cerca de 30 igrejas e templos preencheram o termo de adesão.

Os padres das 3 paróquias da igreja católica jordanense, tomaram a decisão de permanecer com funcionamento restrito e sem missas abertas ao público. A Paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus (Abernéssia) e de Nossa Senhora da Saúde (Jaguaribe) continuarão a fazer a transmissão das missas através de suas redes sociais e a Paróquia de São Benedito (Capivari) permanece aberta para orações pessoais. Todos os membros que participarem das atividades oferecidas online deverão usar máscaras e manter o distanciamento social.

A decisão também levou e consideração a autonomia concedida pelo Bispo da Diocese de Taubaté, Dom Wilson Luís Angotti Filho para este momento. De acordo com a decisão, a manutenção das medidas tem por objetivo preservar a saúde dos fiéis e contribuir para o avanço para próxima fase de abertura econômica estabelecida pelo Governo Estadual.

Confissões poderão acontecer após 15 de junho com horário marcado e os batismos continuam suspensos. A maior paróquia da cidade, a de Santa Teresinha, que congrega 16 comunidades está com campanha de arrecadação de alimentos e de contribuição financeira para a fábrica de fraldas. As colaborações podem ser entregues na secretaria paroquial que está localizada na Rua Tadeu Rangel Pestana, 662 no bairro de Abernéssia das 8h00 às 12h00.

Igrejas Evangélicas
Para as igrejas evangélicas a decisão não é unânime. Algumas optaram por seguir o protocolo e realizar os cultos mediante às novas determinações, enquanto outras decidiram manter a restrição de público em seus cultos. Os pastores e demais lideranças estão comunicando a suas decisões diretamente com seus seguidores, assim como, estão realizando a comunicação em seus templos.

Centros Espíritas
Os Centros espíritas Kardecistas permanecerão com atendimento ao público suspenso até o final de junho, conforme orientação da Federação Espírita do Estado de São Paulo. Apenas trabalhos mediúnicos são realizados com a presença de cerca de quatro pessoas. Centro de Matriz Africana, não tem uma definição comum. 

Fazem parte das condutas protocolares para quem optar por abrir para o público, as seguintes medidas:

1 – As igrejas e templos religiosos devem realizar seus cultos, preferencialmente, por meio de videoconferência, ou teleconferência, mediante utilização de meios tecnológicos para tanto.

2- Bancos e cadeiras devem ser ocupados conforme desenho abaixo:

3 – Não deve, neste momento, ser executado rituais com imposição de mãos (passes energéticos, bençãos ou outros rituais) sem a distância mínima de 2 metros e uso de máscara.

4 – Não deve haver aspersão com líquidos (água benta ou similares)

5 – Não deve haver batismos com uso de água, óleo ou qualquer outro elemento.

6 – Não são recomendadas procissões ou qualquer forma de aglomeração de pessoas.

7 – Hóstias ou qualquer oferenda compartilhada deve ser entregue na mão com o ofertante usando luva descartável.

8 – Oferenda em dinheiro deve ser evitada. Se houver, a “sacola” não pode passar de mão em mão e quem passa deve ficar a uma distância segura.

9 – Microfones devem ser de uso individual, na impossibilidade deve ser limpo, a cada uso, com álcool 70°.

10- Observadas as medidas de higiene comuns para todos, como disposição de álcool em gel, limpeza antes e depois do culto, do piso, cadeiras e bancos, com produtos sanitizantes e observando a redução de capacidade para evitar aglomeração.

11 – Fica vedada a catequese presencial.

12 – Pessoas de grupo de risco (com mais de 60 anos e comorbidades) não poderão frequentar as celebrações presenciais.

A íntegra do protocolo você acessa aqui: https://bit.ly/protocoloigreja