• 06 de Dezembro
  • 14:49

Fase Vermelha do Plano São Paulo: Confira o que abre e o que fecha em Campos do Jordão

Saúde - 05/03/2021 | 21:17

Foto:

Decreto publicado no Diário Oficial traz as novas regras

A Prefeitura de Campos do Jordão informa que adotou as restrições previstas na Fase Vermelha do Plano São Paulo. A ação faz parte da 24ª reclassificação do Governo do Estado, anunciada na quarta-feira (3), com o objetivo de controlar o avanço da pandemia nas próximas semanas. Com a reclassificação do Estado, a partir de sábado (6), só poderão funcionar os serviços essenciais em Campos do Jordão.

O toque de restrição passa a vigorar das 20h às 5 horas.  Os atendimentos públicos em Saúde, Educação e Transporte, serão mantidos sem alterações durante o período de vigência da Fase Vermelha. Os setores classificados como não essenciais permanecem fechados durante o período e, aqueles autorizados ao funcionamento devem atender, rigorosamente os protocolos sanitários específicos.

De acordo com o Plano SP, a fase vermelha só permite funcionamento normal de serviços essenciais como indústrias, escolas, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, construção civil, farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, feiras livres, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria e transporte público ou por aplicativo, entre outros.

Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de drive-thru e pedidos por telefone ou internet. Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público.

Os serviços essenciais precisam cumprir protocolos sanitários rígidos, como fornecimento de álcool em gel, aferição de temperatura, ventilação de ambientes, controle de fluxo de público e horário diferenciado para abertura e fechamento.

A fiscalização estadual contra aglomerações, festas e eventos clandestinos recebe denúncias pelo telefone 0800 771 3541 ou e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br. Denúncias também podem ser feitas à Guarda Municipal, pelo telefone 153

Confira a íntegra do Decreto