• 06 de Dezembro
  • 14:38

Prefeito toma primeira dose da vacina contra Covid-19

Saúde - 06/05/2021 | 18:25

Foto:

 A vacinação de quem tem entre 60 e 62 anos continua em cinco locais, amanhã. A previsão da Secretaria de Saúde é aplicar todas as 1.445 recebidas e já agendadas até o dia 11, terça-feira.

Hoje 331 pessoas receberam a primeira dose. Amanhã, outras 350 pessoas estão agendadas. Uma das pessoas vacinadas foi o Prefeito Marcelo Padovan, que completa 61 anos em Junho.

A Prefeitura já solicitou ao Plano Nacional de Imunização mais doses, uma vez que houve um aumento de moradores na cidade, em função da pandemia. A Secretaria de Turismo estima que 30% das casas de veraneio tornaram-se habitações permanentes. Até o momento, mais 80 pessoas desta faixa etária se cadastraram. A Prefeitura irá fazer a imunização assim que receber novas doses.

Vacinação do Grupo de Comorbidades

Na próxima semana, a Secretaria Municipal de Saúde, acompanhando o cronograma do Estado de São Paulo começa a vacinar também grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto) com comorbidades e pessoas com idades entre 55 a 59 anos, com doenças crônicas, além de deficientes permanentes, também com idades entre 55 e 59 anos. Veja abaixo a lista de comorbidades.

O Cadastramento está sendo feito pelo WhatsApp nos Postos de Saúde. Assim que as vacinas chegarem, quem se cadastrou será chamado. (Veja abaixo os telefones para onde mandar mensagem)

Orientações e requisitos para vacinação dos novos grupos:

No momento da vacina, as pessoas devem apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório ou prescrição médica informando qual patologia é portador. Os cadastros previamente existentes no Postos de Saúde também serão utilizados.

Esta orientação vale tanto para as pessoas na faixa etária de 55 a 59 anos, quanto para as pessoas com Down, em hemodiálise e transplantados – para este último grupo, é também recomendável a apresentação de receita médica do medicamento imunossupressor em utilização pelo paciente.

As grávidas em qualquer período gestacional deverão também apresentar comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico, além do comprovante de comorbidade. As puérperas, ou seja, as mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, podem utilizar a declaração de nascimento da criança.

Já as pessoas com deficiência permanente precisam apresentar o comprovante do recebimento do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

Confira os números de WhatsApp para agendar a vacina :
Área01 ESF Abernéssia (Rua Taubaté,130. Fracalanza).
Telefone: 12 3664 4051

Área02 ESF Vila Santo Antônio (Rua Egídio Di Biase,20).
Telefone: 12 3664 6352

Área03 ESF Santa Cruz (Av. Matheus da Costa Pinto, 1000).
Telefone 3664 6200

Área04 ESF – Vila Claudia (Rua São Cristóvão, 95).
Telefone: 12 3664 1461

Área05 ESF Vila Albertina (Av. Tassaburo Yamaguchi, 1221).
Telefone: 12 3664 6324

Área06 UBS Jardim Márcia (Rua Valdemar Candido da Silva s/n)
Telefone: 12 3662 6229

Área07 ESF Vila Britânia (Av. Escócia,380).
Telefone: 12 3664 3143

ESF 08 ESF Vila Sodipe (Rua Sebastião Aparecido Cesar, 231).
Telefone: 12 3664 6450

ESF09 ESF Recanto Feliz (Rua Benigno Ribeiro, 46).
Telefone: 12- 3663-5101

Área 10 UBS  Monte Carlo (Rua Monte Olímpio, S/N).
Telefone: 12 3662 3738

Área 11 UBS  Zona Rural. (Campista/Mellos/Matadouro/AltoBoa Vista/Barrados/Vila Siomara).
Telefone 12 3664 5292

Área 12 ESF Vila Nadir (Rua Benedito Lourenço,155-Jaguaribe).
Telefone 12 3663 3461

Área 13 ESF Vila Suíça (Rua Inácio Caetano,905 Abernéssia).
Telefone 12 3663 7366

Confira a lista de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde:

Doenças Cardiovasculares; Insuficiência cardíaca (IC); Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar; Cardiopatia hipertensiva; Síndromes coronarianas; Valvopatias; Miocardiopatias e Pericardiopatias; Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Arritmias cardíacas; Cardiopatias congênitas no adulto; Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; Diabetes mellitus; Pneumopatias crônicas graves; Hipertensão arterial resistente (HAR); Hipertensão arterial – estágio 3; Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade; Doença Cerebrovascular; Doença renal crônica; Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer); Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves);   Obesidade mórbida; Cirrose hepática.