• 21 DE Setembro
  • |
  • 15:23

No dia nacional de combate ao Fumo, Prefeitura entrega certificados para ex- fumantes

Saúde - 30/08/2018 | 18:51

Foto: Assessoria de Comunicação/ Prefeitura de Campos do Jordão

A Prefeitura de Campos do Jordão entregou no dia 29 de Agosto, dia de Combate Nacional ao Fumo, um certificado simbólico para quem parou de fumar há mais de 1 ano, após passar pelo programa antitabagismo mantido pela Secretaria Municipal de Saúde. A Prefeitura Municipal mantém um programa permanente para quem quer parar de fumar. Já passaram pelo programa 198 pessoas. Temos hoje, 46 pessoas que pararam de fumar. O secretário de saúde Márcio Stievano, explica que antes o combate ao tabagismo era feito, mas informalmente. “Decidimos montar este grupo, multidisciplinar, com nutricionista, médico, psicólogo, dentista, ou seja, toda uma equipe envolvida para o apoio ao paciente. O tabagismo leva a outras doenças mais sérias que matam, atingindo o coração, o pulmão e, outros órgãos que acabam levando até a formação de tumores”, disse.

Em Campos do Jordão o programa é coordenado pela psiquiatra Grasiela de Araújo. O programa começa com quatro reuniões mensais, que acontecem toda segunda feira, em uma primeira etapa. Depois as reuniões passam a ser quinzenais, depois mensais, até completar um ano de tratamento. “Nas reuniões, a equipe multidisciplinar oferece apoio emocional, promovem terapias comportamentais, tratam da questão de ganhos de peso, que acontece quando a pessoa para de fumar, enfim, todos os problemas pós cigarro”, afirma a psiquiatra. A Prefeitura também oferece, gratuitamente, medicamentos que inibem a vontade de fumar e que são complementares ao tratamento. A psicóloga Solange Decico, 52 anos é uma das profissionais que participam do programa. Mas primeiro começou a cuidar do seu problema. “Não teria cabimento, eu ajudar aos outros e não ajudar a mim mesma. Faz um ano que parei de fumar. Fumava cerca de um maço por dia, e desde que tomei esta atitude, tudo melhorou: minha respiração melhorou, meu paladar da alimentação também está melhor, me sinto mais leve e aquele cheiro de cigarro não faz mais parte de minha vida”, comemora.


Solange Decico

Troca com benefícios

Ingrid Gonçalves de Souza, 59 anos, Recepcionista, fumava há 45 anos. No mínimo, um maço por dia. Mas ela parou com o vício e com a economia que fez, conseguiu dar entrada em um carro. “Hoje, respiro melhor, inclusive não uso mais a “bombinha” (aparelho para auxiliar na respiração), que usava muito. Mas além de estar melhor na saúde, também estou melhor economicamente, pois chegava a gastar quase R$ 400,00 por mês, com cigarros. Com o dinheiro de um ano que economizei parando de fumar, dei a entrada no meu carro, e hoje, consigo pagar sem problemas as parcelas, com o dinheiro do cigarro. E meu carro é lindo!”


Ingrid Gonçalves de Souza, ao lado de seu carro.

A agente comunitária de saúde Ana Paula Maciel da Mata Santos, de 30 anos, também aproveitou para entrar no programa. “Eu trabalho no posto e fiz questão de participar do programa. Fumava desde a adolescência, achava “bonito” e comecei a fumar. Me sinto bem melhor, minha alimentação, respiração e até o convívio social está melhor, porque quando a gente fuma, a gente “fede” né? Me sentia diferente, em um evento no meio das pessoas que não fumavam. Hoje, um ano após parar de fumar, me sinto outra pessoa. Estou muito feliz”.


Ana Paula Maciel da Mata Santos

Grasiela de Araújo, de 37 anos, Psiquiatra. “A Luta contra o tabagismo é um projeto que tem incentivo do Governo Federal e Campos do Jordão não poderia ficar de fora deste programa que visa combater uma das maiores causas de morte, que é a doença cardiovascular, que está diretamente relacionada ao tabagismo. Desde o início, há um ano, já passaram pelo programa, 178 pessoas. Estamos fazendo um ano e temos cerca de 15 pessoas que completaram este período sem fumar”. O programa começa com quatro reuniões mensais, que acontecem toda segunda feira, em uma primeira etapa. Depois as reuniões passam a ser quinzenais e, depois mensais, até completar um ano de tratamento. Nas reuniões, temos Psicólogos, Fisioterapeutas, Dentistas, Nutricionistas e Médicos que fazem todo o apoio emocional, fazem terapias comportamentais, tratam da questão de ganhos de peso, que acontece quando a pessoa para de fumar. Enfim, todos os problemas pós cigarro. Para algumas pessoas, inclusive, caso seja necessário, também podemos fazer a prescrição de medicamentos para auxiliar. Atualmente, estamos com vários grupos em andamento, mas temos em média cerca de 50 pessoas por mês passando por atendimento. “É fundamental frisar para as pessoas a importância de parar de fumar, uma vez que é comprovado que a fumaça também causa problemas e malefícios para quem não fuma, que pode ficar doente, mesmo não sendo fumante. Hoje, o cigarro é o maior causador de doenças e de mortes preveníveis que devem e podem ser evitadas no mundo.” Terminou a Dra. Grasiela .”


Equipe que trabalha no Programa - Da esquerda para a direita: Vanessa Zucarelli, auxiliar de dentista; Luciana Aoki, cirurgiã dentista; Gisela Gil de Souza Santos, médica; Solange Decico, psicóloga; Grasiela de Araújo, médica; Ivelize César, fisioterapeuta; Cristina Miaoka, médica.



ass fuck sexo anal Gruppen Pornos Blondine Pornos inzest porn hd
mudanya escort
https://www.freespins99.com/
porn
mobile porn
istanbul escort beylikduzu escort istanbul escort halkali escort etiler escort beylikduzu escort sisli escort sirinevler escort istanbul escort sirinevler escort sisli escort esenyurt escort sirinevler escort sirinevler escort avcilar escort istanbul escort beylikduzu escort